Qual a diferença entre Herpes Zoster e o Herpes Oral e Genital?

Quem tem lúpus, ou qualquer outra doença autoimune que faça uso de drogas imunossupressoras, poderá eventualmente aparecer com o herpes zoster.

Eu já tive três vezes… E estou com suspeita de estar novamente! 😦

Para que não haja confusão entre o herpes zoster e o herpes labial ou genital, fui atrás de um artigo onde comparava as duas situações. O artigo original em inglês pode ser visto aqui.

Segue o artigo abaixo:

muita confusão entre a população geral sobre herpes. A cultura popular nos faz acreditar que o herpes é apenas uma doença sexualmente transmissível (DST). O vírus de Herpes humano (sigla HHV em inglês) vem em oito variantes diferentes, onde apenas uns dois que são  transmitidos através de relações sexuais desprotegidas. As aflições mais comuns causadas pelo vírus HHV são o herpes zoster e herpes oral ou genital.

Vamos conversar um pouco sobre os sintomas, causas e tratamentos  que irá ajudá-lo a entender as diferenças entre os dois.

O que é o que?

Herpes Zoster

O Herpes Zoster ocorre na pele. É causado pelo vírus HHV 3, que também é conhecido como o vírus da varicela zoster (VZV) – o mesmo da catapora. Ele é caracterizado por uma erupção cutânea dolorosa com bolhas e é limitado a um lado particular do corpo

Quando as pessoas são inicialmente expostas ao vírus, normalmente passam por um surto de catapora. No entanto, mesmo após a pessoa atingida se recupera da catapora, o vírus permanece latente no tecido nervoso do paciente, localizado perto da medula espinhal e o cérebro. Mais tarde na vida, esse vírus pode se tornar ativo novamente, viajar pelos caminhos neurais para a sua pele e se manifesta na forma de herpes zoster.

herpes zoster

Herpes Oral ou Genital

O Herpes é causado pelo vírus herpes simplex. O vírus herpes simplex tem duas variantes, ou seja, HSV – 1 e HSV 2. HSV 1 causa herpes oral, que normalmente é manifestado como uma ferida ao redor da boca e dos lábios. O HSV herpes genital 2, causa feridas ao redor dos órgãos genitais e reto. Apesar de herpes genital poder causar feridas em outras partes do corpo, eles geralmente se manifestam abaixo da cintura.

Herpes Zoster x Herpes Oral ou Genital

As pessoas tendem a se perguntar se herpes zoster e herpes são os mesmos. A resposta seria, não é bem assim! Herpes zoster e herpes estão relacionados e se você realmente quiser esticar a definição, então você pode dizer que o herpes zoster é uma forma de herpes em termos que ambos são causados por vírus da família HHV, e que ambos são contagiososno entanto, a semelhança termina aí. São doenças distintas causadas por semelhantes, mas antígenos geneticamente únicos, como mencionado acima e possuem sintomas diferentes, como vamos descobrir em breve!

Sintomas:

Herpes Zoster

Um início de herpes zoster é geralmente caracterizado por febre, dor de cabeça e uma sensação de desconforto geral ou mal-estar. No entanto, estes sintomas podem ser causados por uma variedade de doenças diferentes e não pode ser exclusivamente utilizado para diagnosticar um caso de herpes zoster.

Se a pessoa está sofrendo de herpes zoster, então ela vai normalmente sentir uma dor aguda em uma área localizada. Isso ocorre porque uma vez que o vírus se torna ativo, infecta uma via neural particular, e a dor é sentida na parte particular da pele que esta via está ligada. Às vezes, vários nervos, localizados adjacentes um ao outro podem ser afetados. Esta dor normalmente é sentida no peito, abdômen (barriga) ou na região facial superior, incluindo os olhos. Às vezes, a dor é diagnosticada de maneira errada como uma doença do coração, pulmões ou rins, dependendo de onde o paciente está sentindo a dor.

Uma vez infectadas com herpes zoster, cada pessoa sofre de maneira diferente e a sensação de dor varia de pessoa para pessoa. Uma pessoa pode ter uma dor muito leve, alguns podem sentir como alfinetadas, ao passo que outros podem sentir um latejar constante, queimação. Há ainda outros que sentem uma sensação de esfaqueamento que vem e vai, fazendo com que a área atingida fique muito sensível. É raro crianças terem um surto de herpes zoster (elas normalmente tem catapora), mas caso aconteça, é geralmente indolor. A dor é mais grave entre os idosos.
A próxima fase da infecção é o desenvolvimento de uma erupção cutânea. Isso geralmente ocorre dois a três dias após o paciente começar a registrar uma sensação dolorosa, no entanto, por vezes, a erupção pode levar até três semanas para aparecer. A erupção parece um caso típico de urticária, no entanto, é diferente da urticária no sentido em que esta erupção é limitada a um local especial, o que resulta num padrão de riscas ou tipo cinto e é limitado a apenas um lado do corpo. Ele nunca atravessa para o outro lado. O tecido mole sob as cicatrizes podem estar inchado, devido a uma inflamação causada pelo vírus VZV.
Alguns dias após o desenvolvimento da erupção, que tende a tornar-se vesicular, o que resulta na formação de pequenas bolhas que são preenchidos com um líquido seroso. Essas bolhas ainda são dolorosas e lentamente tornam-se turvas ou escurecem como se ficassem cheios de sangue e criam uma crosta ao longo dos próximos sete a dez dias. Após este período, a crosta cai, muitas vezes deixando para trás a pele cicatrizada e descolorida.
Às vezes as pessoas sofrem de uma infecção VZV sem a erupção cutânea, que é conhecida como zoster herpete seno, zoster sem herpes. No entanto, todos os outros sintomas de herpes zoster permanecem. Em outros cenários raros, o paciente apenas sofre a erupção cutânea e sem dor!
A sensibilidade à luz e fadiga são outros sintomas que acompanham os sintomas acima mencionados. Um ataque habitual de herpes zoster dura cerca de duas a quatro semanas.

Herpes Simplex

Herpes simplex é caracterizado pelo aparecimento de uma bolha volta da boca, órgãos genitais ou do reto. Quando as bolhas estouram, deixa feridas sensíveis que podem estar propenso a infecções adicionais.
A maioria das pessoas não apresentam quaisquer sintomas por vários meses ou mesmo anos após ficar infectado. Algumas pessoas podem apresentar sintomas primários logo após ficar infectado com o vírus herpes simplex, no entanto, elas geralmente não são visíveis por 4 a 7 dias após a infecção. No entanto, se a pessoa infectada exibir sintomas primários, elas são tipicamente mais grave do que ocorrências futuras. Os principais sintomas podem durar até 20 dias e pode incluir o seguinte:
  • Febre alta ou moderada no início da infecção;
  • bolhas vermelhas dolorosas que podem estourar com contato mínimo. Uma vez que ele aparece deixa uma pequena úlcera que tipicamente ocorrem ao redor da boca (vulgarmente conhecido como herpes labial), na área genital externa, coxas, nádegas e reto. Na maioria dos casos, as úlceras cicatrizam e não deixar para trás quaisquer cicatrizes duradouras;
  • O paciente vai sentir um desconforto interno ou mal-estar;
  • O paciente vai se sentir um pouco de dor ao urinar;
  • A secreção aquosa pode ser liberado a partir da vagina e pode ser acompanhada por um mau cheiro.

Uma vez infectado com este vírus, ele vai ficar com você para sempre e os sintomas vão ocorrer ao longo do tempo. No entanto, se você está infectado com tipo 1 do vírus herpes simplex, então a probabilidade e a frequência da recorrência será muito menos frequentes do que aqueles que estão infectados com HSV – 2.

A recorrência dos sintomas é geralmente menos grave do que os sintomas primários, porque ao longo do tempo, o corpo humano acumula uma certa quantidade de imunidade contra o vírus. Mesmo quando o sintoma persistir, eles costumam durar apenas 10 dias. Os sintomas recorrentes são os mesmos que os sintomas primários, exceto que são menos dolorosos e, geralmente, não são acompanhados por febre e mal-estar geral, ao contrário da primeira vez!

O que causa o aparecimento destas doenças?

Os cientistas ainda não tem claro sobre o que torna as pessoas vulneráveis ao vírus VZV, o que causa o herpes zoster. No entanto, após avaliação de alguns dados relevantes, os cientistas apontam as seguintes tendências que são estatisticamente significativos:

1 – Idade: As possibilidades de sofrer de um caso de herpes zoster se tornam maiores com a idade. Tipicamente metade de todas as pessoas que sofrem de herpes zoster tem mais de 60 anos de idade. As pessoas que tem mais de 80 anos são 10 vezes mais propensos a sofrer de herpes zoster do que aqueles que têm menos de 10 anos de idade. A explicação mais próxima desse fenômeno é que o nosso sistema imunológico tende a ser cada vez mais fraco à medida que envelhecemos, o termo científico para o qual é imunossenescência.

2 – A saúde do sistema imunológico: Pessoas com sistemas imunológicos mais fracos são mais vulneráveis a um ataque de herpes zoster. Isto pode ser causado por doenças que suprimem o sistema imunológico, tais como AIDS. Se alguém faz uso de drogas imunossupressoras, tais como corticosteróides, em seguida, podem facilmente desenvolver um caso de herpes zoster. Essas pessoas normalmente sofrem de um surto de herpes zoster em uma idade mais jovem.

3 – Raça e Gênero: Estudos têm mostrado que as mulheres são mais propensas a desenvolver um caso de herpes zoster do que os homens e os afro-americanos são mais vulneráveis a ele do que os brancos.

Importante lembrar que o herpes zoster é contagioso, mas não no sentido tradicional. Em poucas palavras uma pessoa não pode exibir os sintomas da herpes zoster imediato, apenas ao entrar em contato com uma pessoa que sofre de herpes zoster. No entanto, se alguém ainda não sofreu com catapora e, em seguida, entra em contato com uma pessoa que sofre de herpes zoster, então essa pessoa iria contrair o vírus VZV e logo começar a exibir os sintomas da catapora

Estar infectado com herpes, especialmente HSV – 1 é mais comum do que você pode pensar inicialmente. Não há fatores de risco além da idade avançada, portanto, ficar infectado com o tipo 1 do vírus herpes simplex é, infelizmente, um rito de passagem para a maioria das pessoas. Um estudo realizado pelo Centro Médico da Universidade de Maryland sugere que 62% dos americanos estão infectados com HSV – 1 no momento em que atingiu a puberdade e 85% dos americanos contraem o vírus pelo tempo que eles atinjam seus 60 anos. Se você receber sexo oral de alguém que tenha contraído HSV-1, aumenta as chances de você contrair uma HSV variante 1 de herpes genital.

Tipo 2 do vírus herpes simplex é quase exclusivamente relacionados com a atividade sexual, portanto, conhecido como o herpes genital. Se tiver relações sexuais desprotegidas com alguém exibindo estes sintomas (como uma bolha sobre os órgãos genitais), então as chances são de que você estaria infectado também! Portanto, se você já teve um monte de diferentes parceiros sexuais, ou se você teve um encontro sexual desprotegido em uma idade precoce, ou se você já possui uma DST diferente, então você está em um maior risco de contrair o HSV – 2.

As pessoas perguntam se herpes zoster pode causar herpes genital e a resposta é um rotundo não. O vírus VZV não leva as pessoas a imitar sintomas de HSV 1 ou HSV-2 e vice-versa. Pode-se dizer que esta é uma diferença fundamental entre herpes zoster e herpes oral ou genital.

Tratamento

Herpes Zoster

Infelizmente herpes zoster não tem uma cura. No entanto o seu impacto pode ser minimizado, tendo os seguintes passos:

  • Vacinas: elas reduzem significativamente as possibilidades de alguém sofrer de herpes zoster, no entanto 100% de imunidade da doença nunca pode ser garantida.
  • Detecção precoce: É realmente difícil de fazer, já que os primeiros sintomas são muito semelhantes a outros males comuns. No entanto, se o paciente for detectado numa fase inicialuma forte dose de drogas antivirais reduz significativamente as possibilidades de complicações.

No entanto, a menos que você tenha uma licenciatura em medicina, por favor, não se autoavalie e/ou automedique no caso de suspeitar que você está sofrendo de herpes zoster. Nós sugerimos fortemente que você consulte o seu médico, ao primeiro sinal de desconforto. Um regime típico inclui a seguinte:

  • Paracetamol para a dor. Os tratamentos tópicos, tais como creme de capsaicina é normalmente prescrito também!
  • Medicamento antiviral forte. Tais como: fanciclovir (famvir), valaciclovir (valtrex) e aciclovir (zovirax).
  • Se a erupção se romper, em seguida, a ferida aberta continua vulnerável para a outra infecção também, por conseguinte, precisa ser protegida e desinfectada ao longo do tempo. A aplicação tópica de iodopovidona ou uma loção de calamina é normalmente recomendado.

Herpes Simplex

Assim como herpes zoster, infecções causadas pelo vírus herpes simplex não tem nenhuma cura também. No entanto, há medicamentos disponíveis no mercado que irá aliviar a dor, a duração e a frequência de um surto. No entanto, você deve começar com os seguintes remédios:

  • Use paracetamol ou ibuprofeno para aliviar a dor.
  • Tente tomar banho em uma banheira com água ligeiramente salgada.
  • Utilize compressas de gelo, mas certifique-se que o gelo não toque na pele.
  • Aplique vaselina ou outro produto similar.
  • Se urinar torna-se extremamente doloroso, então você pode tentar fazê-lo enquanto está sentado em água morna. Se isso não ajudar, então você pode aplicar lidocaína na área afetada.
  • Evite usar roupas apertadas em torno da região afetada.
  • Lave bem as mãos, especialmente se você tocou a área infectada.
  • Não se envolver em atividade sexual durante um surto.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s