Decisão da minha vida

Há pouco mais de um ano minha reumatologista, em uma consulta de rotina, fala que não aconselha uma gravidez.

Meu lúpus afetou meus rins, tive nefrite lúpica há pouco mais de 15 anos atrás, e no ano passado os rins começaram a apresentar algumas alterações, meus exames de creatinina nunca mais foram os mesmos. Resultado, hoje tenho uma doença crônica renal.

Essa condição, somada com a minha idade (38) e ainda com o lúpus, deu como resultado uma condição desfavorável para conceber um bebê no meu corpo. Meu corpo não é um território saudável para um bebê… Posso ter muitas, muitas complicações.

Analisando assim, racionalmente, é óbvio que não quero passar por maiores problemas de saúde. O lúpus já fez muitos estragos no meu corpo, e só em pensar em ter a função renal mais comprometida, ou pior, vir a morrer por complicações, óbvio que a resposta é: não, não vou engravidar.

Mas o emocional… Gente… Sou da turma de mulheres que sonham em ter filhos, acho que desde menina sonhava como seria meu filho, ou minha filha, escrevia possíveis nomes etc. Depois que casei, dividi esse sonho com o meu marido, e aí passávamos bons tempos imaginando coisas como “tomara que nossa filha tenha a sua boca”, “se nascer com a cor dos seus olhos vai ser a coisa mais linda”, e assim por diante… Então, imaginem como foi esse dia pra gente… O sonho de ter um pedacinho de cada um de nós dois num bebezinho lindo, é algo muito grande em nossa vida.

Claro que ainda existe a possibilidade de termos um filho do coração, mas é algo que meu marido ainda tenta aceitar melhor essa ideia. E do mesmo jeito que ele respeita minhas ideias, tenho que respeitar as dele também.

Mas voltando ao assunto principal desse posto: uma decisão que será a decisão mais difícil de tomar.

Ontem fui à minha ginecologista, que assim como as minhas outras duas médicas, falou a mesma coisa: não aconselho você a engravidar. Confesso que ainda tinha uma pontinha de esperança, que ela fosse dizer, “ah, mas tenho casos como o seu que deu certo”. E aquele dia, do ano passado, voltou com tudo… A decepção, a sensação de impotência, bateu à minha porta e me deixou arrasada.

Minha médica me deu uma opção, que era a de retirar meus óvulos e conseguir uma mulher para gerar meu bebê… Como vou pedir isso a alguém? Por mais próxima que eu seja, como chegarei pra uma pessoa “então.. você pode ter meu filho por mim?”. Sem contar o custo, que é altíssimo…

E, para não correr o risco de engravidar, o ideal seria fazer a ligadura de trompas, já que não posso tomar anticoncepcional.

Hoje fiz um monte de exames e quando voltar vou tomar a decisão. Que hoje ainda não sei qual é…

Bom, vamos em frente… Amanhã o dia será diferente!

Bjos

Anúncios

21 thoughts on “Decisão da minha vida

  1. Ola, meu nome é Márcia Araújo e descobri que tenho lupus em 2008. Como não tomava anticoncepcional , engravidei . Os médicos que cuidam de mim ficaram muito apreensivos por ser uma gravidez de risco. Chorei , fiquei desesperada , tive medo de morrer . Um dia estava muito deprimida, com 03 meses de gravidez e um futuro incerto. Peguei minhas Bíblia e fui para a igreja de pastor Mano .muito conhecido aqui em João Pessoa . Chegando lá coloquei aos pés de Jesus toda a minha angústia e medo. Chorei o culto inteiro falando com Deus em meu coração . No final do culto o Pastor Mano falou assim: aqui tem uma mulher que está muito preocupada com sua vida por causa de uma gravidez , e continuou Jesus mandou um recado para você minha filha . A mão dele está sobre a sua vida pode ficar tranqüila sua gravidez será abençoada, você não vai sentir nada. E assim aconteceu meu filho nasceu perfeito . Quatro meses depois tive uma crise violenta, achei que fosse morrer e foi entâo que lembrei do culto e acreditei com todas as minhas forças que Deus não me daria um filho para em seguida tirar minha vida. Meu filho vai completar 03 anos e entre uma crise e outra vou vivendo meus altos e baixos louvando a Deus por cada dia de vida . O que é impossivel para o homem é possível para Deus. A ORAÇÃO É O SEU RELACIONAMENTO COM DEUS, INDEPENDENTE DE RELIGIÃO. Converse com Deus conte a Ele tudo e creia que a resposta vai chegar .

    Deus abençoe você qualquer que seja a sua decisão.

    Obrigada por compartilhar tantas informações .

    • Oi Márcia, muito obrigada por compartilhar sua história tão linda e emocionante. Me levou às lágrimas! Fico muito feliz em ver histórias como a sua! Converso sempre com Deus, tenho uma fé imensa, e isso acalma o meu coração. Muito obrigada pelas palavras, um beijo grande! Patrícia

  2. parabens pelo blog e pelos posts! Eu tenho uma história parecida com a sua e no momento estou tentando engravidar – depois de uma perda sem explicação aparente. Tenho uma reumatologista maravilhosa, em quem confio muito, mas ainda estou na dúvida sobre um obstetra pra embarcar nessa aventura comigo. Vc indicaria um ginecologista obstetra? Bjs e obrigada

  3. Olá. Eu estou vivendo o mesmo drama que vc. A diferença é que estou com 39 anos, me separei e minha vontade de ter filhos só aumenta. Para piorar além da nefrite lúpica que afetou 50% das funções dos meus rins, e graças a Deus apesar disso não preciso fazer diálise, ainda estou com um tumor na tireóide, que os médicos dizem que é benigno, e vários miomas no útero, que me fazem sangrar demais quando menstruo. Fora a hipertensão, o reumatismo…. Puxa eu precisaria mesmo de um milagre. Primeiro para arrumar alguém que esteja disposto a ficar comigo mesmo com todos esses problemas. Segundo para ter um filho. Perdi a conta de com quantos ginecologistas falei mesmo quando era casada, e todos foram unânimes: seria arriscado demais engravidar. Alguns disseram que não acreditam nem que eu termine a gestação com vida. Isso tem minado minhas forças, cada dia mais perco a esperança. Sou vegetariana, controlo minha alimentação, que foi fundamental para eu melhorar essa minha sobrevida. Por causa dos miomas, do sangramento e do risco de desenvolver uma leucemia, meu ginecologista espera desde o ano passado a minha decisão de retirar o útero. Tenho tido vontade de largar tudo, abandonar tudo e deixar….. Mas Deus sabe o que faz… vamos um dia de casa vez né…

    • Verdade… É realmente uma situação muito delicada. Eu ainda hoje não consegui decidir o que fazer. Meus médicos continuam afirmando dos riscos envolvidos, mas no fundo sempre existe uma pontinha de esperança… Acho que a ficha não caiu ainda, e espero um pequeno milagre! Mas, como você mesmo disse, um dia de cada vez! Estou torcendo por você! Um grande beijo

  4. Olá, tenho lúpus desde 2006. Engravidei em 2013, e com 28 semanas (6 meses) tive uma hemorragia interna ocasionada, provavelmente pelo lúpus, o que levou ao parto prematuro da minha filhinha. Depois de muito tempo de hospital, ela está ótima, com 1 ano e meio ela é (junto com meu esposo) a força que me mantêm hoje em dia. Também tive orientações para não engravidar mais, pois seria um risco muito grande para mim. Atualmente convivo com uma crise desde novembro, as vezes, fico muito triste e com vontade de desistir, pois tenho buscado todo tipo de tratamento e não está resolvendo. Sinto muitas dores nas articulações e recentemente descobri um esporão de calcâneo em ambos os pés, dói muito. Mas como diz minha mãe, Deus nos dá a cruz do tamanho que suportamos carregar, temos que pensar assim, para seguir em frente. Muita força e esperança para todas nós!

    • Oi Renata! Fico feliz que tenha conseguido superar tanta coisa e hoje tem sua filhinha ao seu lado! Você já é uma vencedora, pode ter certeza! Não desista, veja tudo o que já passou. Sei como é difícil, mas tente ver quantas coisas boas conseguiu! Um grande beijo!

  5. Ola! Descobri meu lúpus a cerca de 5 anos. Hoje com 27 anos também estou na luta entre gravidar ou não.
    A vontade é imensa e o medo as vezes é maior ainda.

  6. Olá! Tenho 38 anos e descobri o lúpus em 2011. Fui fazer uma bateria de exames para ver se estava tudo OK e tentar engravidar. A médica solicitou vacinas e uma delas “ligou” o lúpus. Sofri muito mas não com dores e sim com minha imagem no espelho: 20kg a mais, muitas espinhas e queda de cabelo. Meu rosto ficou deformado. Gravidez adiada por 2 anos. Quando a doença entrou em remissão, fui liberada para engravidar. Meu lúpus não havia atingido nenhum órgão, descobri bem no início, então dava para engravidar desde que muito bem monitorada. Mas fui alertada: 50% de chance de uma crise após o parto, gravidez de risco, o bebê teria de ser monitorado por eletrocardiograma fetal e eu poderia ter SAAF (trombofilia) na gestação. Antes de engravidar, ainda descobri que tinha endometriose (fiz uma cirurgia para isso no final de 2013). Eu tinha 6 meses para conseguir engravidar sem ajuda de especialistas. Mas em maio de 2014 decidi correr contra o tempo e fiz uma Fertilização In Vitro. Nos exames para isso, descobri que também tinha trombofilia e precisaria tomar injeções de anticoagulante a gestação toda, todos os dias. Deu certo na primeira tentativa, a gravidez foi muito tranqüila e muito bem acompanhada. Hoje sou mãe de um casal de gêmeos. Eles nasceram em maio. Mas no final de outubro, refiz os exames e descobri que o lúpus voltou. Mas dessa vez mais severo. Estou sentindo muitas dores nas pernas, a carga de corticóide está mais alta que da primeira vez e o espelho está voltando a me castigar. Meu marido também não pensava em adoção mas se não houvesse jeito, talvez essa ideia tivesse amadurecido. Também nunca quisemos que outra pessoa gerasse por nós. Se uma gravidez, para você, que teve órgãos atingidos, significa um risco de morte, você deve realmente avaliar bem pois não adianta ter um filho e não vê-lo crescer. É fácil eu falar, tive os meus, mas não sei ainda a conta que terei de pagar agora. Fica com Deus e que Ele dê sabedoria e conforto na sua decisão.

      • Fico pensando no meu dilema ontem consultei com suspeita de gravidez e a medica foi muito curta e direta comigo pois a mesma assistiu a minha internação em fevereiro onde o lupus atingiu o meu rim dificultando ainda mais a situação,mas por outro lado já tive muitas experiências com Deus e sei que pra Ele nada é impossível e sei que posso vivenciar esse milagre, me ajudem em orações.Seis que se estiver gravida muitos vão me encher a cabeça de comentários maldosos mas continuo na convicção se Deus me permitir engravidar Ele cuidara de mim e do bebê, sonho é sonho né???Deus realiza.

  7. Olá! Achei seu blog por acaso.. e já vi que trata de assuntos muito sérios! Sou diagnosticada com SAAF (trombofílica) já tive trombose profunda na perna esquerda.. e tromboses superficiais na direita.. o que levou meu medico angiologista a desconfiar que estava acontecendo algo sério… foi qdo me encaminhou pra reumata e descobrimos a SAAF… mas ja faz um bom tempo que meus exames acusam um quadro de Lupus… mas graças a Deus ainda sou assintomática… tomo dois comprimidos de marevan (anticoagulante) e um de reuquinol diariamente… então para eu abrir a possibilidade de engravidar eu tenho q suspender o uso do marevan e ja começar com a injeçoes (duas por dia) para tentar engravidar e continuar com elas durante toda a gestação… mas meu reumata e minha gineco foram bem sinceros com relação aos riscos q corro… tanto eu qto o bebe… aqui na minha cidade teve um bebe que nasceu lúpico.. e teve q enfrentar um ano de corticoides.. e o q mais me assusta é a possibilidade de o lupus se manifestar com sintomas… e a gravidez alem de ser de risco e penosa pois terei q ficar de repouso, tomar as agulhadas duas vezes por dia, talvez nao as consiga pela rede publica e terei q pagar por elas (custam 75 reais cada uma).. ainda deixar sequelas…. é uma decisão muito dificil… na ultima consulta q tive com minha gineco chorei.. disse q nao estou segura se quero enfrentar tudo isso… e aí ela me encaminhou pra psiciloga pra fazer terapia por um tempo… mas tenho o tempo a meu desfavor… pois ja estou com 34 anos… tenho q tomar uma decisao logo, a adoção é uma decisao que já tomamos, mesmo se tivermos adotaremos um também… só Deus pra nos orientar… Parabéns pelo Blog! Continue postando!!! e Boa sorte na sua trajetória!

  8. Gostaria de deixar aqui ,um comentario nada animador.estou cansada fe lutar contra essa dornça maldita.E a minha maior decepsão é ver pessoas te olhando nas ruas com cara de nojo.meus cabelos caem muoto .Tenho muitas falhas no.couro cabeludo que não vão nascer mais.Tenho feridas or toda face e não tenho como esconde_las.não tenho e não concigo arrumar um emprego.Tambem quem vai querer uma pessoa cheia de feridas no corpo trabalhando em sua casa,fazendo sua s comidas.E o pior ,tenho um filho de 8 aninhos que depende exclusivamente de mim.Tenho vergonha de ir nas reuniões.escolares dele,não consigo sair para me divertir com ele por medo e vergonha.Ja até pensei em desistir desses tratamentos que não resolve nada.ja pensei em deixar que a marureza apodresa o resto do corpo.simplesme te penso muito em desistir.se alguem puder me ajudar por favor me deem força porque ja não tenho mais.OBRIGADA POR ME OUVIREM.

    • Oi Eliane, por favor não desista. Sei o quanto é difícil ter uma doença assim, mas existe tratamento, existem remédios que podem te ajudar. Se o tratamento não estiver funcionando, converse com o médico, assim ele poderá passar um novo tratamento. Enquanto o tratamento está em andamento, se ainda assim o cabelo estiver caindo, você pode tentar turbantes, já tentou? Fica lindo, e está na moda. Tenho certeza que ficará linda. Olha aqui alguns exemplos:
      https://www.google.com.br/search?q=turbantes&biw=1366&bih=659&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ved=0ahUKEwjYr-SriLnMAhXFeSYKHRJ7BKwQsAQIGw#tbm=isch&q=como+fazer+turbantes
      Por favor, não deixe o tratamento tá? Se quiser conversar estou por aqui! Beijos

    • Eline nao desista! Eu também já passei por essa fase, pelas feridas na face e no corpo inteiro, pela rejeição das pessoas… Mas posso te dizer pra nunca desisti da vida, de lutar e principalmente de acreditar em Deus, ele é o autor da vida e por ele tudo podemos.
      Lute contra essa doença, se não por voce que seja pelo seu filho de 8 anos.
      Sempre em minhas orações eu digo : Quem es tu Lupus diante do meu Deus?
      Porque ele não é nada diante da misericordia de um Deus tão poderoso.
      Creia, peça, acredite e lute… porque vale a pena.
      Deus te de muita força pra passar essa fase dificil, porque ela passa.
      beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s