No caminho da cura do lúpus

Sou uma pessoa otimista quando se trata de pesquisas na área de saúde. E hoje li sobre uma pesquisa nos EUA sobre a cura do lúpus. O estudo foi feito em ratos, e nos bichinhos o lúpus foi revertido. Ainda tem muito a ser feito neste estudo, mas já é um grande passo para a descoberta de uma cura para esta doença que afeta tanta gente no mundo inteiro.

Logo abaixo está a reportagem que saiu na revista Healthline. A reportagem em inglês pode ser vista aqui: Healthline.

O Lúpus é uma doença autoimune crônica que não tem limites e pode danificar qualquer parte do corpo, desde a pele, articulações até órgãos.

Não existe cura para o lúpus, uma doença que aparece, e depois parece desaparecer antes de retornar mais uma vez.

Mas pesquisadores dizem que eles descobriram que a combinação de duas drogas, que já existem é possível reverter o lúpus em ratos.

Em um novo estudo publicado pela Sience Translational Medicine, pesquisadores da University of Florida, descobriram que ao inibir certas vias metabólicas em células imunitárias é possível combater o lúpus em ratinhos.

A cada ano 16.000 novos casos aparecem nos Estados Unidos. A doença afeta 1,5 milhões de americanos, de acordo com o Lupus Foudation of America.

O lúpus erimatoso sistêmico, ou lúpus, é uma doença autoimune, no qual o sistema imunológico – que supostamente protege nosso corpo contra invasores – ataca os tecidos do corpo causando inflamação. O lúpus pode ter, às vezes, os mesmos sintomas da artrite.

Um dos marcadores do lúpus são as células T auxiliares defeituosas, células brancas do sangue que ativam outras células do sistema imunológico. Estas células T comem glicose e oxigênio para produzir energia.

Para pessoas com lúpus o metabolismo das células T é hiper ativado. Células T hiper ativadas significam aumento na inflamação, e para as pessoas com lúpus isso significa mais danos físicos.

As duas drogas que os investigadores testaram no estudo atual parecem inibir antes as vias metabólicas, mas a combinação parece ser a chave para o sucesso.

“O resultado mais surpreendente deste estudo foi que a combinação dos dois inibidores metabólicos era necessária para reverter a doença, quando poderia ter sido previsto com base em modelos publicados por outros onde qualquer um dos inibidores sozinho iria funcionar”, disse o coautor do estudo, Laurence Morel, Ph.D., Diretor de Patologia Experimental e Professor de Patologia, Imunologia, e Medicina Laboratorial na University of Florida College of Medicine, em um e-mail para a Healthline.

Os pesquisadores da Florida University decidiram olhar para a glicólise – a conversão da glicose em energia – e metabolismo mitocontrial – produção de energia na célula – como eles se relacionam com o metabolismo das células T.

“Os dois processos regulam os estados de energia de células do sistema imunológico, que são hiper-ativados no lúpus e responsável por iniciar e manter a doença”, disse Morel. “Nosso estudo é o primeiro a relatar uma análise detalhada destas vias metabólicas celulares no lúpus.

Para atacar o lúpus, os pesquisadores decidiram usar duas drogas que bloqueiam a glicólise e metabolismo mitocondrial. As drogas são 2DG (em desenvolvimento) e metformina (aprovada pelo FDA).

Ao fazer isso, os pesquisadores efetivamente reverteram o lúpus em ratos. Eles também mostraram que as células T em pacientes humanos com lúpus com maior glicólise e metabolismo mitocontrial ficaram com o metabolismo celular mais lento quando expostos a metformina.

As duas drogas não afetaram as células T em ratos saudáveis. As drogas também podem ser utilizadas com segurança, a um custo modesto, dizem os cientistas.

Os pesquisadores também disseram que parece que através da utilização de baixas doses de inibidores metabólicos nas células imunes hiper-ativadas em ratos com lúpus, normaliza o metabolismo celular. As duas drogas diminuem a atividade metabólica celular sem bloqueá-la completamente.

“Este estudo também poderá abrir portas para a identificação de outras vias metabólicas”, disse Morel. “Além disso, estas novas classes de drogas podem beneficiar os pacientes com lúpus, em oposição à abordagem mais clássica que tipicamente dependem das drogas imunossupressoras”.

Antes destas duas drogas chegarem aos testes clínicos, os pesquisadores necessitam comparar os efeitos das mesmas em pacientes humanos, para outras condições. Ainda há mais a ser feito em ratos, incluindo testes para determinar se inibidores metabólicos podem ser usados juntamente com os medicamentos convencionais utilizados no lúpus.

Os pesquisadores da Universidade da Flórida estão em processo de testar em quanto tempo o tratamento poderá ser interrompido em ratos antes que a atividade da doença apareça novamente.

Anúncios

42 thoughts on “No caminho da cura do lúpus

  1. Olá
    Minha mãe tem lúpus, e gostaria de saber como posso fazer pra que ela possa participar das pesquisas,ou seja,utilizem a medicação com ela.

    • Oi Gercelia! Estas pesquisas estão ocorrendo nos Estados Unidos. Ainda não tem uma previsão de quando serão feitos estes estudos clínicos, e acredito que quando forem feitos eles preferirão as pessoas que residam lá. Um grande beijo.

  2. Sofro com ela mais de 10 anos meu FAN sempre da 640 e tudo reagente. Não posso mais tomar remédios pois necrosaram muito meus ossos. Já coloquei prótese em virtude a isso. Quero muito ser colaboradora e servir como teste desta vacina para me salvar. Ainda quero ver meus filhos crescerem…Dores 24h, cabelos ralos e caindo unhas,,sem comentários…etc…. Mirelia B. K. Sa. Por favor deixem eu ser como mitos estão dizendo cobaia, porem penso que sirvo como testadora. Espero uma unca oportunidade que e esta ai….email.. mireliakolarovicsa@hotmail.com. Aguardo noticias nem que tenha vender o pouco que tenho porem quero muito testar esta vacina…nada mais me resta.

    • Oi Mirelia, tudo bem? Esta pesquisa está sendo realizada nos Estados Unidos, e de acordo com a reportagem, eles não tem previsão de quando efetuarão testes clínicos em humanos. E quando realizarem, provavelmente realizarão em residentes americanos. Não tenho conhecimento de testes clínicos de drogas para o lúpus aqui no Brasil. Sinto muito que esteja passando por tantos problemas devido ao lúpus… Também passei muito por isso. Mas não se desespere, converse com o seu médico, veja no que ele pode te ajudar para ter uma qualidade de vida melhor. Passei recentemente por dores horríveis, quase não saía da cama, chorava a toa, pois não via perspectiva de melhora. Com uma conversa com minha médica, resolvemos mudar a medicação, hoje me sinto outra pessoa. Tenho certeza que será o mesmo com você. Não fique sofrendo, com dor, converse com seu médico para pensar em alternativas. Um beijo enorme, fique bem!

  3. Tenho uma pessoa na família que sofre muito por causa do lúpus, até transplante de rim precisou fazer, como faço para que ela se submeta a esse teste?

    • Bom dia Carmen, tudo bem? Essa pesquisa está sendo efetuada nos Estados Unidos, e ainda não há previsão de testes em humanos, e acredito que quando forem feitos os testes eles utilizarão pessoas que residam nos Estados Unidos. Eu particularmente não conheço testes desse tipo aqui no Brasil. Um abraço

    • Oi Fabiana! Estes testes foram realizados em ratos, e falta ainda um longo caminho para que realizem testes em humanos. Além do mais foram feitos nos Estados Unidos. Não tenho conhecimento de nenhuma pesquisa como esta aqui no Brasil. Assim que souber de mais algum detalhe, de qualquer outra pesquisa, postarei aqui tá? Beijos

  4. Gostaria de ficar informada sobre is resultados positivos desta pesquisa e de outras. Pois sofro a mais de 13 anos,com os danos,nao so da enfermidade.Mas também com o efeito tóxico das drogas prescritas ha décadas.

    • Oi Geuma tudo bem? Ainda não saiu nada a respeito dessa pesquisa. Existem blogs informando que foi encontrada a cura, ou que encontraram uma vacina, mas nada disso procede. Assim que aparecer qualquer informação nova a respeito de qualquer pesquisa, estarei postando por aqui! Bjos

  5. Gostaria de fazer esses teste sou portadora de lúpus… E tem dias q acho q vou morrer de tantas dores .tenho lesões na minha face e braços e até na parte do cílios inferior eu tenho encomoda muito… Deus sabe que todos nós q tem essa doença precisamos de ajuda… Mim sinto feliz em saber q foi encontrada a culra … Pois eu q quando descopri entei depressiva cheguei a ser enternada no caps por esta com uma depressão muito forte e tbm fique com anorexia … E q mais mim marcou foi q na minha depressão em esta com essa doença tentei algo q não mim perdoou até a data de hj… Espero q chegue logo no Brasil…

    • Oi Josete, tudo bem? Olha, infelizmente não foi encontrada a cura ainda! Estão nas fases de testes em ratos, e ainda falta um longo caminho pela frente. Espero, que consigam o quanto antes! Os testes estão sendo feitos nos Estados Unidos, não tenho conhecimento de nenhum teste parecido aqui no Brasil. Mas não se preocupe, que se sair qualquer outra notícia a respeito de qualquer teste eu estarei postando por aqui. Um grande beijo, espero que esteja bem!

  6. Fiquei mega feliz com esta noticia sofro com isso meu Deus a tantos anos , sei agora esta mais perto ainda da cura , mas gostaria de saber outra informação se o inss afasta a pessoa com este sintoma no inverno sabe me dizer , pois não consigo trabalhar com isso mãos e pes congelados e roxos .. obrigado

  7. Olá meu nome e renata minha sogra tem lupus a mas de 3 anos ela sofre muito com essa doença queria saber como faço para escrever ela para participa e tomar o remedio queria o sati porfavor

    • Oi Renata! Essa pesquisa está sendo realizada nos EUA, ainda não estão realizando testes em humanos e não há nenhuma previsão para isso. Aqui no Brasil não tem nenhuma pesquisa com testes em humanos para remédios para o lúpus. Bjos

  8. Olá, meu nome é Thalissa…
    Tem alguns meses que minha família descobriu que minha tia está com lúpus, e desde então estamos sofrendo. Ela está na UTI, em uma situação bem grave…poxa.. eu li os comentários..se houver alguma notícia Boa para o Brasil ..avisem. Meu e-mail thalissagleiciene@hotmail.com
    Desde já, desejo saúde a todos. E jamais esqueçam que Deus tem o controle de todas as coisas!

    • Oi Rejaine, tudo bem? Não existe vacina contra o lúpus ainda… Ainda não encontraram a cura. O que existe são estudos, muitos estudos em andamento mas ainda sem conclusão efetiva. Sua filha está sendo acompanhada por um médico? Hoje podemos ter uma vida “normal”, tomando medicamentos e seguindo as orientações médicas. Espero que sua filha esteja bem! Um grande beijo.

  9. Espero muito que essa medicação chega ao Brasil, peço a Deus que abençoe esses medicos que estão fazendo essa pesquiza e que tenham bom resultado, pois tambem sofro com essa doença.

  10. sou tambem lupica, fico muito feliz em tomar conhecimento dessa reportagem que Deus abençoe esses medicos que estão fazendo essas pesquiza e que tão
    logo possa chegar aqui no Brasil.

  11. Ha cinco anos descobri q tenho lupus e uma dor horrivel e por causa do lupus dei trombose e os meus bracos rosto costas e olhos chegam a ferir como queimaduras e o sinal qd melhora nao saem E mt insuportavel estas dores.Que Deus ilumine os pesquisadores p cura desta doenca

  12. eu so iara honorio sousa freitas e tenho lupos 11 anos sei que não é facil de conviver com ele tenho lupos eritomatososistemico e espero em deus que chegue no brasil e que seja para todos

  13. Descobri meu LES em 1988, tomei a medicação por 2 anos e desde então estou sem remédios, sem sintomas e sem sequelas. Estando bem há mais de 26 anos, acredito sim que Lúpus tem cura!

    • É um medicamento injetável de anti-corpo monoclonal humano de investigação. É uma proteína que combate o processo responsável por levar o corpo do paciente a atacar as próprias células de defesa. É o 1° fármaco para LÚPUS em 5 décadas, sendo um tipo de anti-corpo, que dificulta o amadurecimento dos linfócitos B para reduzir seu ataque aos tecidos saudáveis do organismo. É o 1° medicamento desenvolvido especificamente para atuar no tratamento contra a doença. A aplicação é feita por infusão venosa em até 15 doses por ano. O tratamento com BENLYSTA é ministrado em paralelo a outros medicamentos e, apesar das limitações em sua indicação, é muito bem-vindo e representa mais uma esperança, sobretudo para pacientes que NÃO ALCANÇAM UM BOM CONTROLE DA DOENÇA. Com o Benlysta há uma esperança de se resgatar os pacientes dos efeitos colaterais provenientes das medicações atualmente prescritas, como no caso daqueles que estão sob imununossupressão, acreditando ser um importante avanço para o controle do LES.

  14. Boa noite Eu tenho uma filha que t em lúpus e gostaria que o mundo todo me ajudase com a cura pra ela minha dor e muito grande não poder fazer quasinada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s