Vamos lá para mais uma Pulsoterapia!

Era um dia como outro qualquer. Estava me sentindo bem, estava animada, disposta, trabalhando e de repente, tudo muda.

Minha pressão passou dos saudáveis 12/8 para 19/11, e veio com uma dor de cabeça que a muito não sentia. O estresse do dia a dia do trabalho parece ter acordado o lúpus, pois depois disso as coisas começaram a mudar…

Resultado, abandonei o trabalho e foquei exclusivamente em me cuidar. Digo que em nossas vidas dos deparamos com verdadeiros anjos da guarda, e tive o privilégio de encontra-las com frequência em minha vida. Meus chefes entenderam a situação e me deram muito apoio nesse momento.

Após este episódio, veio a Costocondrite e com ela o aumento na dose do corticoide, de 5 mg/dia para 60 mg/dia. No início me sentia muito bem, quase eufórica! Me sentia disposta novamente, capaz de competir uma São Silvestre! Mas com o uso contínuo de uma dose alta, a euforia passou para quase depressão, com dores similares a de uma crise lúpica, com fraqueza, fadiga e tremores.

Mas o pior foi a volta dos problemas renais. No início, nos primeiros anos quando descobri o lúpus, tive uma nefrite lúpica e durante dois anos fiz o tratamento direitinho, com direito a pulso e mais corticoide. Nunca imaginei que passaria por tudo aquilo novamente, mas com o lúpus, tudo é possível!

O que acontece agora é que estou com uma nefrite, mas sem o envolvimento do lúpus. É como se fosse um problema devido a uma cicatriz deixada pela primeira nefrite, e agora os meus rins não estão funcionando direito. Durante uns 2 anos venho analisando, fazendo exames, biópsia renal,  tomando corticoide, imunossupressor… Mas não fizeram o efeito esperado, e agora vou seguir para a pulsoterapia novamente.

A pulsoterapia é uma administração de altas doses de medicamentos, por curtos períodos de tempo. É uma quimioterapia, neste caso, voltada para o lúpus. Também é muito comum em outras doenças crônicas como Esclerose Múltipla.

Minha primeira pulso foi há 10 anos atrás e os efeitos colaterais foram bem pesados… Enjoo, moleza. Passava de 2 a 3 horas tomando a medicação na veia e ficava os próximos dias em casa me recuperando.

O lúpus é uma caixinha de surpresas e temos que estar atentos aos sintomas que nosso corpo apresenta. Não devemos ignorar nenhum sintoma! Ainda bem que consegui encontrar o problema renal em tempo e assim correr atrás para não piorar o quadro!

Agora é aguardar a médica informar o tratamento e começar a pulso o quanto antes!

Beijos

Anúncios

13 thoughts on “Vamos lá para mais uma Pulsoterapia!

  1. dizer que seu caso me assusta,… não vai ajudar não é mesmo? então já que vc é uma pessoa guerreira por não tenta uma cirurgia espiritual maluquise né mas sempre há uma luz no fim do túnel tente não vai te fazer mal! bjsss

  2. eu também tenho lupús,sei bem como é,mas não tive problemas com os órgãos,essa é a pior parte alem de remédios diversos.O que a gente sabe é que estabiliza,cura ainda é cedo,mas da pra viver,é so fazer o tratamento.Eu tenho 27 anos,descobri com 21,tenho uma filha de dois anos e meio,saudavel e assim levo a vida com os autos e baixos dessa doença,além de lidar com o preconceito das pessoas,pois amancha da pele,causa curiosidade.Melhoras pra você.

  3. Que Deus abençoe sua vida! Meu marido também tem lúpus, ele passou por uma cirurgia pra drenar a água do pericárdio, e teve um ataque cárdico passou noves dias entubado na UTI foi muito desesperador mas graças a Deus ele foi melhorando fez hemodialise por quase dois meses,e por um milagre os rins voltarão a funcionar repentinamente começou a urinar novamente e os exames ureia e creatinina iam voltando ao normal. Então ele foi pra casa e agora novamente a doença ta em atividade já começou com um derrame pleural e se Deus permitir disso não vai passar porque ele vai fazer uma pulso terapia e vai melhorar se Deus quiser. Boa sorte pra todos portadores dessa doença,que abençoe todos vcs!

  4. Depois de 14 anos tomando corticoides e imunossupressores fiz a primeira aplicacao com pulsoterapia ,senti que o mundo acabaria no momento,agora tenho mais duas aplicacoes nao estou com medo estou confiante em Deus, confie nele e ele tudo fara bjs

  5. Boa tarde!
    Li todo seu relato, mas não consegui achar seu nome nele.
    Porém, isso é o de menos, pois quero mesmo é saber como vc está nesse momentos.
    Vc postou em 2015 e estamos em abril de 2017.
    Gostaria muito de saber como foi tudo após seu tratamento de quimioterapia, pois minha irmã faz há quatro meses e não tem passado muito bem.
    Um abraçao e q Deus continue te abençoando.
    Vc é uma vencedora já.

    • Oi Viviane, desculpa a demora! Meu nome é Patrícia, tenho lúpus há mais de 20 anos e já passei por dois tratamentos com pulsoterapia. Um durou mais de 2 anos e este último fiz 3 seções durante 1 ano. A pulsoterapia é difícil, tem muitos efeitos colaterais mas, no meu caso, foi a melhor saída. Meu quadro melhorou absurdamente e consequentemente minha qualidade de vida! Espero que aconteça o mesmo com a sua irmã! Desculpe a demora em dar uma resposta, mas entre os altos e baixos do lupus consegui me relocar no mercado de trabalho e não está sobrando muito tempo! Um grande beijo e obrigada pelas palavras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s