Eu posso culpar o Lúpus?

Eu posso culpar o Lúpus?
Como lidar com as Preocupações
Por Mary Dixon Lebeau

Texto extraído do site Lupus Foundation
Marlene Thames claramente lembra da limpeza de sua casa em Charlotte, NC, e indo para o espaço sob a escada para pegar suas decorações de Natal. A próxima coisa que ela se lembra é acordar no chão por baixo das escadas, sem saber quanto tempo ela estava lá ou simplesmente por que ela estava lá em primeiro lugar.

“Eu tinha perdido uns bons 20 minutos”, diz a aposentada, assistente de diretoria de uma escola. Este foi um dos três desmaios que ela teve desde 2008. Cada vez, Thames, de 55 anos, se perguntava se o desmaio foi ligado ao envelhecimento, ou a um ataque cardíaco que ela tinha tido 10 anos antes. Ela pensou até que poderia mesmo estar de alguma forma ligado ao lúpus, o qual havia sido diagnosticada em outubro de 2000.

A maioria das pessoas que vivem com lúpus vivem também com a pergunta sem resposta: “O sintoma que estou sentindo está de alguma forma ligado à doença?”

Algumas pessoas sofrem desmaios; outras problemas de pele ou ainda sentem falta de ar, enquanto outros têm dores de cabeça ou feridas na boca. Cada um destes poderia ser manifestações de lúpus, efeitos colaterais da medicação tomada para o tratamento do lúpus ou algo completamente diferente. Infelizmente, as respostas nunca são tão claras quanto à questão.

Por exemplo, considere o desmaio. “Desmaio por si só não é um sinal de lúpus, mas um ataque epiléptico pode ser”, diz Peter Schur, MD, do Departamento de Reumatologia do Hospital Brigham & Women em Boston. “A maioria das pessoas que têm crises epilépticas não têm lúpus, mas alguém com lúpus poderia experimentar uma crise epiléptica.”

Schur diz que quem desmaia deve ir ao hospital para um exame completo para saber exatamente o que está acontecendo. “[Desmaio] poderia ser um indicador de um problema, mas a maioria das pessoas com lúpus não tem convulsões”, diz ele.

Dificuldades no diagnóstico

A dificuldade em saber se um certo sintoma é devido ao lúpus, um efeito colateral da medicação, ou algo completamente diferente, decorre da natureza da doença. “O lúpus pode afetar pele, articulações, pulmões, sistema nervoso, rins e outros órgãos do corpo”, diz Schur. Infelizmente, não há uma maneira única do lúpus se manifestar no corpo, assim sendo os sintomas e a gravidade pode variar de pessoa para pessoa.

“As pessoas com lúpus são sujeitos a inúmeros sintomas, queixas e envolvimento inflamatório que pode afetar praticamente todos os órgãos”, diz Schur. Uma pessoa com lúpus pode experimentar erupções malar, envolvimento renal e perda de memória, enquanto outro pode ter convulsões, pleurisia, ou perda de cabelo. Embora qualquer um desses sintomas podem ser uma manifestação de lúpus, eles também podem sinalizar um outro problema.

Pelo fato do lúpus ser diferente em cada caso individual, as pessoas que vivem com lúpus devem se comunicar com o seu médico regularmente para determinar exatamente o que está acontecendo quando ocorrem problemas médicos.

Anúncios

2 thoughts on “Eu posso culpar o Lúpus?

    • De jeito nenhum Thayla! Lúpus não pega. É uma doença que ainda não existe uma explicação, mas muitos acreditam ser hereditária, mas jamais transmissível. O apoio da família e amigos é essencial para o tratamentamento! Dê muito carinho ao seu namorado! Um abraço, Patrícia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s