11 dicas para quem vive com o Lúpus

Artigo que saiu no site da CNN com dicas legais para quem vive com o lúpus. É importante ressaltar que o lúpico deve ter sempre um acompanhamento médico.

Aqui vão as dicas:

1. Deixar de fumar

Largando o hábito de fumar pode ter uma grande influência para o seu lúpus mais do que qualquer outra mudança em seu estilo de vida que você possa fazer. Sabemos que o cigarro é ruim para todos, mas são mais perigosos para pessoas com lúpus, já que podem piorar a doença. Converse com seu médico e peça algumas dicas para ajudar a largar o cigarro e comece a ver os benefícios: os efeitos negativos do cigarro começam a reverter quando você para.

2. Faça exercícios regulares

Exercícios regulares são importantes para todos, mas tem um benefício especial para pessoas com lúpus. Atividades de baixo impacto como natação, caminhada, andar de bicicleta, podem ajudar em muitas condições relacionadas ao lúpus. Exercícios podem proteger seu coração, prevenir osteosporose, reduzir a rigidez muscular, aumentar a força do músculo e aliviar o estresse. Pergunte ao seu médico com que frequência você pode fazer exercícios.

3. Descanse o tempo suficiente

Tenha como objetivo pelo menos sete horas de sono a cada noite. Um bom descanso pode reduzir a fadiga, mas muito tempo na cama pode fazer você se sentir ainda mais cansada. Descubra o quanto de sono você precisa para se sentir bem. Para uma boa noite, mantenha um horário de sono regular, faça do seu quarto uma zona de sono, e evite atividade física e alimentos perto da hora de dormir.

4. Utilize o sol de forma inteligente

Muito sol pode ativar mais o lúpus. Antes de sair, cubra todas as áreas expostas com filtro solar, que tenha um fator de proteção solar (FPS) de pelo menos 30 e que bloqueia tanto a luz ultravioleta A e B. Tente evitar o sol entre dez horas da manhã e quatro horas da tarde, quando é mais forte. Se possível, proteja sua pele com camisas de manga comprida, calças compridas e um chapéu de abas largas.

5. Proteja-se das luzes fluorescentes

Você pode se surpreender ao saber que a iluminação fluorescente também emite raios UV. Se este é um problema para você, cubra as lâmpadas fluorescentes com escudos de luz que têm leitores nanômetros de 380 para 400. Estes irão filtrar os raios ultravioleta B e os raios ultravioleta C, bem como a maior parte dos raios ultravioleta A. OBS: Particularmente não conheço este tipo de ‘escudo’ para luzes fluorescentes, em todo caso, é importante utilizar filtro solar também em ambientes que tenham muitas luzes fluorescentes.

6. Evite infecções

Lúpus, assim como certos medicamentos que você pode tomar para a doença, torna-o mais suscetível a infecções. Faça o seu melhor para evitar qualquer um que tenha um resfriado ou outra condição que você pode pegar. Lave as mãos frequentemente com água morna e sabão. Evite tocar os olhos, boca ou nariz, que pode espalhar germes. Pergunte ao seu médico se imunizações e vacinas, tais como os de gripe e pneumonia, são certo para você.

7. Mande a dor embora

Quase todos com lúpus experimentam dor muscular e articular em algum ponto. Medicamentos ajudam a tratar a dor, mas você também pode considerar outras abordagens. Por exemplo, quando ocorre uma dor nas articulações, tente tomar um banho quente ou a imersão em uma banheira de hidromassagem. Você também pode querer explorar opções como yoga, tai chi, acupuntura, biofeedback, ou quiroprática. Discuta essas práticas com o seu médico primeiro.

8. Trate sua saúde mental

É comum que pessoas com lúpus sofram de depressão. Os sintomas incluem tristeza esmagadora e permanente, raiva, frustração, choro descontrolado, e dificuldade de concentração. Se você acha que pode estar deprimido, pergunte ao seu médico para que o encaminhe para um especialista em saúde mental. Psicoterapia sozinha ou combinada com medicamentos antidepressivos ou anti-ansiedade pode ajudar a se sentir melhor.

9. Veja através da “névoa Lupus”

O lúpus pode afetar sua memória ou deixá-lo sentir-se confuso às vezes. Isto é conhecido como a “névoa lúpus”. Mas há maneiras de reduzir a frustração que esses bloqueios mentais podem causar. Mantenha um planejador em que você agende todos os compromissos e informações da lista de contatos. Quando você aprende o nome de alguém, repita-o algumas vezes na conversa. Toda vez que você receber novas informações, escreva.

10. Discuta tratamentos de alergia com seu médico

Para a maioria das pessoas com lúpus, anti-histamínicos, descongestionantes, e outros medicamentos de alergias sazonais causam nenhum dano, mas os tratamentos para alergia podem causar sintomas de uma crise de lúpus. Converse com seu médico sobre tratamentos de alergia para que você possa encontrar o melhor remédio para você.

11. Não há nenhuma dieta especial para o lúpus

Não há nenhuma dieta especial para o lúpus. A melhor coisa que você pode fazer é seguir uma dieta bem equilibrada, que está repleta de frutas e vegetais frescos, grãos integrais, proteínas e peixes gordos. Omega-3 os ácidos graxos encontrados nos peixes como salmão e atum branco ajudam a reduzir a inflamação, o que pode diminuir o risco de doença cardíaca coronária e outros problemas relacionados ao coração no lúpus. Uma comida a evitar: alfafa. Um aminoácido nos brotos e sementes podem provocar inflamação.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s